De acordo com um relatório de 2017 da organização não governamental Save The Children, Portugal é o 6º melhor país para se crescer enquanto criança. Noruega e Eslovénia lideram no topo da lista. 

O relatório de 2017 avaliou cerca de 172 países e mediu alguns dos eventos que podem marcar o fim de infância “intacta”, entre os quais se destacam: a má nutrição, o trabalho e o casamento infantil, a taxa de mortalidade abaixo dos cinco anos, o uso de crianças soldado – como escravas sexuais, espiãs ou guardas – ou ainda a taxa de crianças sem acesso à educação.

Top 10 dos melhores países para ser criança:

  1. Noruega e Eslovénia
  2. Finlândia
  3. Holanda
  4. Suécia
  5. Portugal
  6. Irlanda
  7. Islândia e Itália
  8. Bélgica, Chipre, Coreia do Sul e Alemanha

Top 10 dos piores países para ser criança

  1. Nigéria
  2. Angola
  3. Mali
  4. República da África Central
  5. Somália
  6. Chade
  7. Sudão do Sul
  8. Burkina Faso
  9. Guiné e Serra Leoa