Um Visto de Trabalho

Não Tem de Ser Difícil

Com escritório em Lisboa e um vasto conhecimento da realidade portuguesa, podemos certamente ajudá-lo com uma transição mais fácil e a começar, o mais rápido possível, a sua nova vida.

Nacional da União Europeia

Não irá precisar de visto de trabalho podendo começar a trabalhar de imediato. Terá contudo, de pedir um certificado da União Europeia após 3 meses em Portugal.

Cidadão de um país não Europeu

Vai precisar de um visto de trabalho que terá de ser solicitado no país onde reside atualmente.

Como Procurar Trabalho em Portugal

Quer trabalhar em Portugal mas não sabe como arranjar emprego nem o que fazer para se legalizar?

Fale com um dos nossos especialistas/advogados e prepare-se, antes de tomar uma decisão e imigrar para Portugal.

A função que vai desempenhar determina o tipo de visto

funções altamente qualificadas

Profissionais com posições de Direcção, estudos Universitários e funções muito qualificadas. Novas tecnologias ou em áreas  de interesse para a economia nacional. Estes vistos terão de ser negociados com o Consulado.

funções não qualificadas

Trabalhos diversificados que não exigem frequência Universitária e cujo o salário é normalmente inferior a 1,5 vezes o salário médio em Portugal.
É necessário pedir uma autorização de trabalho antes de pedir o visto.

profissionais independentes

Se tem clientes em Portugal pode exercer uma atividade independente. Para certas profissões terá de obter autorização da Ordem profissional.
Tem de ter actividade aberta no seu país ou em Portugal.

o visto tem de ser negociado com o consulado

Funções ALTAMENTE QUALIFICADAS são muitas vezes consideradas pelos Consulados como não qualificadas

Fundamentar o pedido do visto para garantir a excepcionalidade e negociar com o Governo português é essencial para o sucesso de um pedido.

As informações recolhidas nos Consulados são muitas vezes pouco fiáveis e podem induzir em erro. Tanto mais que os serviços Consulares são apenas a face visível da imigração. A decisão é tomada em Lisboa pelos Serviços do Ministério dos Negócios Estrangeiros e pelo SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras).

Funções NÃO QUALIFICADAS são muitas vezes recusadas apesar de estarem na lista de profissões aprovadas pelo governo

Um Visto Recusado Dificilmente é Alterado. Peça ajuda a um especialista. Pode só ter uma oportunidade.

Fiquei à vontade com o nível de serviço recebido, resolvendo toda a burocracia, sem grandes contratempos.
Walter Waes
Galp Energia

Como se desenrola o processo de imigração?

1

Oferecem-lhe uma promessa de emprego em Portugal

O primeiro passo é arranjar uma promessa de emprego por escrito de uma empresa portuguesa. Trabalhos pouco qualificados são muitas vezes recusados pelos Consulados.

2

se for uma função não qualificada terá de pedir uma autorização de trabalho

Antes de ir ao Consulado terá de pedir uma autorização de trabalho no IEFP em Portugal. As funções altamente qualificadas não precisam.

3

reune a documentação e entrega o pedido de visto no consulado

O pedido de visto é feito no Consulado Português no país onde vive. Os Consulados nem sempre dão informações fiáveis.

4

obteve o visto pode começar a trabalhar

Só após receber o visto pode começar a trabalhar. O visto tem normalmente direito a 2 entradas e 4 meses de duração.

5

peça uma autorização de residência antes do visto caducar

Antes do visto caducar tem de pedir no SEF uma autorização de residência com a duração de 1 ano, renovável de 2 em 2 anos.

A minha família precisa de visto?

A família de um imigrante caso esteja a cargo deste, só precisa de um visto de turismo para entrar em Portugal

Um imigrante em situação legal tem o direito de trazer a sua família direta  desde que esta esteja economicamente dependente dele.

Para muitos países basta um visto de turista para a família entrar no país. Existem países em que será necessário um visto de reagrupamento familiar.

Uma vez em Portugal, será pedida uma autorização de residência por reagrupamento familiar a qual permite igualmente trabalhar. Saber mais…

Precisa de um contrato de trabalho antes de pedir um visto

Pedir um visto de residência para trabalho só é possível se tiver uma promessa escrita de um contrato de trabalho e se este garantir um rendimento superior ao salário mínimo nacional (600€ em 2019).

No caso de ter consigo familiares a seu cargo o valor mínimo mensal exigido aumenta em 50% para as esposas e mais 30% por cada filho.

Posso ir para Portugal e legalizar-me depois de ter emprego?

Sim. Pode vir diretamente sem emprego e só depois se legalizar.  Poderá fazê-lo através de uma manifestação de interesse artº88.Tem de cumprir obrigatoriamente duas condições:

  1. Ter uma promessa/contrato de trabalho
  2. Ter entrado legalmente em território Português e ter prova disso

O processo do artº 88 é complexo e demorado mas permite obter uma autorização de residência sem visto de trabalho. Saber mais...

com dúvidas sobre o próximo passo?

Peça uma Consulta da viabilidade /Sucesso do seu visto de trabalho

Não confie em palpites de amigos  e na falta de disponibilidade dos serviços oficiais. Fale com um dos nossos advogados e especialistas de imigração, esclareça todas as dúvidas e ganhe:

  • Organização e análise de documentação
  • Consulta nos serviços oficiais competentes
  • Análise e discussão do processo
  • Emissão de parecer sobre a viabilidade do mesmo

Inclui iva e outras taxas. Até 90 minutos por email, skype…

Scroll to Top